Pense em uma marca que consegue traduzir toda sofisticação e autenticidade do universo masculino. Que oferece mais de 350 tipos de tecidos produzidos por artesãos suíços. Domina a arte da alta alfaiataria e produz ternos cortados com precisão cirúrgica.

Essas são as características que fazem da marca italiana ERMENEGILDO ZEGNA a mais importante da moda masculina e responsável por vestir alguns dos homens mais influentes e elegantes do mundo.

A história da elegante marca italiana começou no ano de 1910 quando Ermenegildo Zegna, aos 18 anos de idade e caçula de dez irmãos, iniciou o processo de transformação do pequeno negócio têxtil de seu pai, Michelangelo, chamado Lanificio Zegna (do italiano “lanifício”, que significa fábrica de lã), em Trivero, ao norte da Itália, na bela região alpina de Biella.

O novo gestor tinha um objetivo ousado: produzir os melhores tecidos para roupas tão bons a ponto de competir com aqueles fabricados na Grã-Bretanha, considerados então os melhores do mundo. Para que seus tecidos pudessem atender à prestigiada alfaiataria inglesa, ele foi buscar equipamentos na Inglaterra, e as melhores lãs na Austrália, África do Sul, Nova Zelândia e Tasmânia, além de cashmere, na Mongólia.

À frente de 420 funcionários e sessenta teares, esmerou-se em produzir tecidos com os fios mais finos do mundo. A próxima etapa foi tornar sua marca conhecida mundialmente, sendo o primeiro a “assinar” tecidos com seu próprio nome.

Naquele tempo, a Inglaterra e a Escócia dominavam o mercado, mas o talentoso Zegna acabou por se impor através de um cuidadoso processo de produção, produtos inovadores e de alta qualidade, confeccionados com as melhores matérias primas, além da competência na promoção e divulgação da marca. “Uma qualidade proverbial” era o slogan dos primeiros anúncios então veiculados pela marca.

Não demorou muito para a marca ERMENEGILDO ZEGNA se tornar sinônimo dos melhores produtos têxteis da Itália e parâmetro de qualidade no mundo todo.

Foi nas mãos da terceira geração da família que a marca de tecidos ERMENEGILDO ZEGNA se transformou em uma cobiçada grife de luxo. Angelo e Aldo, filhos de Ermenegildo, assumiram a direção em 1960 e a empresa passou a produzir peças de alfaiataria e uma linha prêt-à-porter.

Foi somente na década seguinte que a marca abriu suas primeiras lojas próprias, na cidade de Paris, em 1980, e na cidade de Milão, em 1985. Nos anos seguintes, ampliou sua linha de produtos com o lançamento de seus primeiros perfumes, óculos escuros, acessórios em couro, roupas íntimas e até uma linha mais jovem e casual de roupas e acessórios.

Desembarcou no Brasil através de uma parceria com a Daslu em 1998, bem antes de outras marcas de luxo descobrirem que o país tinha potencial para rápido crescimento nesse segmento. A primeira loja no Brasil foi inaugurada no Shopping Iguatemi, em São Paulo, no ano de 2001.

Saiba Mais