A ALMA DO ARTESÃO 4.0 – ERMENEGILDO ZEGNA

Pense em uma marca que consegue traduzir toda sofisticação e autenticidade do universo masculino. Que oferece mais de 350 tipos de tecidos produzidos por artesãos suíços. Domina a arte da alta alfaiataria e produz ternos cortados com precisão cirúrgica.

Essas são as características que fazem da marca italiana ERMENEGILDO ZEGNA a mais importante da moda masculina e responsável por vestir alguns dos homens mais influentes e elegantes do mundo.

A história da elegante marca italiana começou no ano de 1910 quando Ermenegildo Zegna, aos 18 anos de idade e caçula de dez irmãos, iniciou o processo de transformação do pequeno negócio têxtil de seu pai, Michelangelo, chamado Lanificio Zegna (do italiano “lanifício”, que significa fábrica de lã), em Trivero, ao norte da Itália, na bela região alpina de Biella.


O novo gestor tinha um objetivo ousado: produzir os melhores tecidos para roupas tão bons a ponto de competir com aqueles fabricados na Grã-Bretanha, considerados então os melhores do mundo. Para que seus tecidos pudessem atender à prestigiada alfaiataria inglesa, ele foi buscar equipamentos na Inglaterra, e as melhores lãs na Austrália, África do Sul, Nova Zelândia e Tasmânia, além de cashmere, na Mongólia.

À frente de 420 funcionários e sessenta teares, esmerou-se em produzir tecidos com os fios mais finos do mundo. A próxima etapa foi tornar sua marca conhecida mundialmente, sendo o primeiro a “assinar” tecidos com seu próprio nome.

Naquele tempo, a Inglaterra e a Escócia dominavam o mercado, mas o talentoso Zegna acabou por se impor através de um cuidadoso processo de produção, produtos inovadores e de alta qualidade, confeccionados com as melhores matérias primas, além da competência na promoção e divulgação da marca. “Uma qualidade proverbial” era o slogan dos primeiros anúncios então veiculados pela marca.

Não demorou muito para a marca ERMENEGILDO ZEGNA se tornar sinônimo dos melhores produtos têxteis da Itália e parâmetro de qualidade no mundo todo.

Foi nas mãos da terceira geração da família que a marca de tecidos ERMENEGILDO ZEGNA se transformou em uma cobiçada grife de luxo. Angelo e Aldo, filhos de Ermenegildo, assumiram a direção em 1960 e a empresa passou a produzir peças de alfaiataria e uma linha prêt-à-porter.

Foi somente na década seguinte que a marca abriu suas primeiras lojas próprias, na cidade de Paris, em 1980, e na cidade de Milão, em 1985. Nos anos seguintes, ampliou sua linha de produtos com o lançamento de seus primeiros perfumes, óculos escuros, acessórios em couro, roupas íntimas e até uma linha mais jovem e casual de roupas e acessórios.

Desembarcou no Brasil através de uma parceria com a Daslu em 1998, bem antes de outras marcas de luxo descobrirem que o país tinha potencial para rápido crescimento nesse segmento. A primeira loja no Brasil foi inaugurada no Shopping Iguatemi, em São Paulo, no ano de 2001.

Saiba Mais

1ª edição do projeto Unir para Crescer

Bento Gonçalves foi escolhida entre os municípios da Serra Gaúcha para receber a primeira edição do projeto Unir para Crescer, no próximo dia 15 de março. O evento tem como proposta a troca de conhecimento em prol do crescimento econômico do país. Inspirado no evento italiano Festival della Crescita, que busca fomentar a reação econômica do país por meio de uma cultura colaborativa entre empresas, o projeto percorrerá outros estados no decorrer do ano de 2017.

A ideia de trazer uma versão brasileira do Festival della Crescita é da Focus Excelência, liderado pela socióloga, antropóloga e pesquisadora Marinez Pretto, que viu no festival uma possibilidade de auxiliar a economia brasileira a se reerguer do cenário atual. “Atualmente o Brasil é um país sem perspectivas para voltar a crescer à altura de seu potencial. É por isso que mais do que nunca é preciso ser criativo para voltar a crescer e de forma sustentável”, explica Marinez.

 

 

A proposta consiste em eventos de integração entre empresariado, instituições, universidades, profissionais liberais, e cidadãos com a fim de encorajar e impulsionar o crescimento através da troca de informações e experiências. A meta é de que essa união entre setores e saberes auxilie os envolvidos a pensar fora da caixa e combater a estagnação. O evento é destinado para empresas, comércio em geral, profissionais liberais, universidades, pesquisadores, estudantes e governo.

Os principais eixos discutidos serão:
Os novos paradigmas do futuro
Educar e cultivar
Inventar e criar
Comunicar e transmitir
Empreender e inovar.


A parte final do evento está destinada para uma consultoria dada por profissionais especializados na área a fim de auxiliar do pequeno ao grande
empreendedor a alcançar seus objetivos através da Clinica de Soluções.

Os consumidores e as forças de inovação


Francesco Morace, presidente do Future Concept Lab de Milão a convite da Focus Excelência, apresentou para mais de 150 pessoas “Os novos consumidores do futuro e as forças de inovação”. Durante o evento, o público seleto pôde conferir as últimas atualizações sobre as principais tendências de consumo e voltar o seu olhar para um novo consumidor. Além de observar algumas quebras de paradigmas.

Na imprensa

Imagens

Excelência e Cool Hunting

Em agosto de 2016, em parceria com o Instituto Europeu de design, Focus Excelência realizou um curso de 21 horas com o tema: Excelência e Cool Hunting: Tendência de Comportamento e Consumo.
Foram abordados temas ligados tanto à visão mais estratégica das tendências (elaboração de conceitos, definição de valores, construção de significados), quanto à sua aplicação mais operacional (materiais, cores, estilos, objetos). Bruno Pompeu, coordenador do curso de Cool Hunting na unidade de São Paulo ministrou o conteúdo a partir de uma perspectiva interdisciplinar, que aproxima o design, a antropologia e a semiótica.

Na Imprensa

Imagens

Food Design e Excelência

Em maio de 2016 , foi realizado o Meeting Excelência e Food Design. Uma imersão na excelência gourmet capaz de envolver um público seleto em uma experiência que agrega conhecimento e cultura em um espaço ambientado e harmonizado para encantar. Falando sobre a Excelência e o mundo Gourmet, Marinez Pretto ressaltou que o exercício lapida a técnica. A repetição e o domínio da receita geram a fascinação. O feito à mão, feito em casa, com o sabor da avó tornou-se estratégico na comunicação. Tudo feito de forma idêntica, original, com o mesmo gosto.

Na imprensa

Imagens